{ Oscar do Brasil }
- por Mariana

Que Oscar Niemeyer é chegado a uma bela curva, todos nós já sabemos. Mas vocês já o leram assumindo a sua posição anti-funcionalista? O arquiteto da forma em detrimento da função escreveu um dia:

(…) a arquitetura no Brasil, superando a fase do funcionalismo ortodoxo, agora está em busca de expressões plásticas. É a extrema maleabilidade dos atuais métodos de construção, aliada ao nosso amor instintivo pela curva – uma verdadeira afinidade com o barroco dos nossos tempos coloniais – que sugere as descontraídas formas de um novo e surpreendente vocabulário plástico. Baseada não em caprichos, mas em tecnologia contemporânea, aplicada com criatividade à solução de problemas espaciais, é que emerge uma arquitetura real – uma verdadeira obra de arte…

E ele continua:

são os tímidos que se sentem melhor e mais seguros dentro de regras e limitações, limitações que não lhes permitem uma fantasia, um compromisso, uma contradição com os princípios funcionalistas que adotam e que os levam, passivamente, a soluções às vezes vulgares de tão repetidas.

Como viram, resolvemos homenagear o arquiteto Oscar Niemeyer, nos seus 104 anos, relembrando um pouco do seu discurso, considerando que tal ação nos ajuda a entender melhor a sua vasta e rica obra. Parabéns arquiteto!

Todos as transcrições foram retiradas do livro “Arquitetura, texto e contexto – o discurso de Oscar Niemeyer”, de Miguel Alves Pereira.

*Imagem do título.

FacebookPinterestTwitterGoogle+
{104}{aniversário}{arquiteto}{oscar niemeyer}

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seu email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *.